Recém-nascido tem pênis cortado após médicos confundirem membro com cordão umbilical

Pais garantem que o cirurgião tentou costurar o órgão e acabou provocando novas lesões

Pais de uma recém-nascido entraram na Justiça contra um hospital da cidade de Coahuila, norte-leste do México. O motivo, segundo o site ‘Valdez’, é que estudantes de medicina teriam cortado acidentalmente o pênis do bebê, depois de confundiram com o cordão umbilical dele.

Pais garantem que o cirurgião tentou costurar o órgão e acabou provocando novas lesões
Pais garantem que o cirurgião tentou costurar o órgão e acabou provocando novas lesões

Os responsáveis pela criança garantem que o hospital tentou manter o caso em segredo ao informarem que o filho havia sofrido um pequeno corte. O pai, no entanto, suspeitou que algo errado havia acontecido, pois não estava sendo liberado para ir ver o bebê, após a esposa dar à luz.

O órgão do recém-nascido foi costurado novamente, porém o pênis acabou sofrendo novas alterações ao ser dividido em três partes, na tentativa de recolocá-lo. “Quando meu filho nasceu e eles cortaram o cordão umbilical, feriram seu pênis. E, infelizmente, quando o cirurgião começou a costurá-lo, fez outras duas novas lesões, com quase dois centímetros de profundidade”, contou Diego Rangel Izaguirre, o pai, ao site.

O hospital afirma que a criança está saudável, mas os pais entraram com uma queixa oficial contra os funcionários da unidade.

Comentários

comentários