Receita Federal estima arrecadar mais de R$ 500 mil em leilão

A Receita Federal em Corumbá, 400 quilômetros de Campo Grande, espera arrecadar pouco mais de R$ 500 mil com o leilão eletrônico de 148 lotes de mercadorias apreendidas ou abandonadas entregues à União, que terá sessão pública para lances realizada na próxima quinta-feira (10). O recebimento das propostas, que teve início em 26 de outubro, vai até esta quarta-feira (9).

De acordo com a analista tributária Michelle Jimenez, a proposta inicial deve ser feita a partir do valor mínimo, que já está estipulado. “Para a sessão pública serão classificadas a maior proposta e aquelas que tiverem até 10% do valor dela. São essas que vão para a fase dos lances que ocorre no dia 10”, explicou ao Diário Corumbaense.

Mercadoria vai à leilão no dia 10 (Foto: Diário Corumbaense)
Mercadoria vai à leilão no dia 10 (Foto: Diário Corumbaense)

Nos lotes, a Receita Federal está leiloando, entre outras mercadorias, bicicletas, quadriciclos, prata bruta com teor aproximado de 90%; acessórios para veículos, vídeo games, caixas de som, aparelhos de som, jogos e canhões de luz, molinetes, varas de pesca, iscas artificiais, anzóis, acessórios para telefones celulares, pulseiras de tecido, cerâmicas diversas, bijuterias, meias, toucas infantis, toalhas, mantas, óculos, calças jeans. Embora o edital indique 148 lotes, houve exclusão de alguns.

Caso todos os lotes sejam vendidos pelo lance inicial ou mínimo, a estimativa é arrecadar R$ 500 mil com o processo. Há lance inicial de R$ 65 para acessórios de som e de R$ 45 mil para 5.064 unidades de óculos.

Todo o processo leiloeiro é via internet, pelo site da Receita Federal do Brasil (www.receita.fazenda.gov.br). É necessário certificado digital para acessar ao sistema. O período de visitação terminou na última sexta-feira (4). Do valor total arrecadado com o leilão, 60% dos recursos são destinados ao Fundo Especial de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das Atividades de Fiscalização (FUNDAF) e 40% à seguridade social.

As mercadorias apreendidas têm cinco destinações: devolução (que acontece após apresentar documentação e comprovar regularidade); doação; leilão; incorporação (quando a administração incorpora para suas atividades diárias) e destruição.

Comentários

comentários