Receita apreende sete toneladas de alimentos em contrabando entrando em MS

alimentos-com-risco-de-contaminacao-sao-apreendidos-pela-prf-em-anapolisA Receita Federal, integrante da Operação Ágata, barrou nesta sexta-feira (17) sete toneladas de alimentos sem comprovação de origem estocados em uma pousada de Corumbá.  Diversos produtos  alimentícios de origem boliviana estavam sem comprovação de importação regular.

O caso aconteceu na pousada corumbaense, que fica a 419 km de Campo Grande, sendo descoberto por movimentação suspeita e indícios apontados por denuncias de observadores da região. O local tinha localização estratégica, situada em frente à rodoviária e em uma avenida de grande movimento no município.

A apreensão aconteceu durante a Operação Ágata, mas a Receita Federal não divulgou o nome da pousada e se alguém foi detido.

Operação – A Operação Ágata, iniciada no dia 13 de junho e coordenada pelo Ministério da Defesa, mobiliza efetivos da Marinha, do Exército e da Aeronáutica e de vários órgãos de segurança e fiscalização para realizar missões táticas destinadas a coibir delitos como narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, imigração e garimpo ilegais. A Operação é um dos vértices do Plano Estratégico de Fronteiras para o combate à criminalidade.

Em Mato Grosso do Sul a atuação é conjunta com a Operação Ágata 11, aproveitando as barreiras das Forças Armadas em zona primária, a Receita Federal está realizando operações em zonas secundárias. A atuação, além de operacional, é estratégica.

Comentários

comentários