Real Madrid demite treinador da base que criticou estrelas do profissional

Gazeta Esportiva.com

Os indícios de recuperação do Real Madrid na temporada parecem ter ido por água abaixo com a derrota por 3 a 0 para o Barcelona em pleno Santiago Bernabéu e a consequente eliminação na semifinal da Copa do Rei. Nesta sexta-feira, o primeiro resquício da “crise” merengue foi na base, com o anúncio da demissão do treinador da equipe juvenil, Álvaro Benito, que criticou o desempenho de algumas estrelas do time profissional.

Em entrevista à Rádio local Cadena Ser, o comandante das categorias de base criticou nomes como Casemiro, Sergio Ramos e Toni Kross, apontando que os jogadores citados estão em um nível muito abaixo do habitual. “Falo de Casimiro, que para mim nem um minuto devia jogar no Real Madrid. Kroos também não está ao nível que nos habituou”, disse o comandante.

Real Madrid levou 3 a 0 do Barcelona na Copa do Rei (Foto: OSCAR DEL POZO / AFP)

Em comunicado após a demissão, Benito agradeceu ao clube merengue, revelou estar saindo de consciência tranquila do time do coração e rechaçou qualquer rancor do Real. “Estou de consciência tranquila porque todos os dias dei a cara para que os jogadores evoluíssem. Respeito a decisão do clube, que sempre defendi publicamente. Sempre senti liberdade para falar do clube do meu coração”, disse o treinador.

De acordo com os principais veículos de comunicação espanhóis, as declarações foram a gota d’água para a continuidade do treinador. O diário As, inclusive, se atentou a forma como alguns ídolos do clube e pessoas importantes no trabalho de formação dos atletas foram demitidos e deixaram o Real Madrid pela porta dos fundos. O Marca especula que o substituto de Benito pode ser o ex-jogador Raúl Gonzales.

Em meio a todas as polêmicas, Real Madrid e Barcelona voltam a se enfrentar neste sábado, dessa vez pelo Campeonato Espanhol. Enquanto os catalães seguem na liderança isolada, com 57 pontos, os merengues ocupam a terceira posição, com nove pontos a menos.

Comentários