Ramos admite clima de velório após troca de técnicos da Espanha

Gazeta Esportiva.com

Sergio Ramos confia em Hierro (Foto: Odd ANDERSEN/AFP)

Espanha estreia na Copa do Mundo nesta sexta-feira (15), contra o vizinho Portugal, mas a pauta na seleção campeã de 2010 continua sendo a polêmica demissão de Julen Lopetegui na quarta (13). O capitão da La Roja, Sergio Ramos, deu entrevista coletiva nesta quinta e, mesmo tentando mudar o foco para outros assuntos, teve que responder quase todas as perguntas sobre o episódio do treinador.

“Não cabe aos jogadores falar disso. Os jogadores não tomam esse tipo de decisão, os outros que tomam. Os jogadores se concentram no lado esportivo. Os jogadores respondem dentro de campo. Não sei se alguém cometeu um erro, mas não sou eu ou o técnico que devemos responder. Temos que deixar as opiniões pessoas de lado. Não tenho nada a provar ao Mundo. Não perco um segundo com isso. Parece que estamos em uma casa funerária e amanhã começamos uma Copa do Mundo”, afirmou.

O zagueiro declara a confiança que o elenco tem no novo comandante. “Não foram momentos fáceis. Julen Lopetegui foi parte do nosso esforço e nos ajudou a classificar (para a Copa). Deixando de lado qualquer questão pessoal, a seleção é o mais importante e tem poucas pessoas mais qualificadas que o Fernando para esse lugar. Ele nos conhece há muito tempo. Espero que a gente continue sendo a mesma seleção” disse o zagueiro.

Sobre o jogo, que acontece às 15h (de Brasília) desta sexta, Ramos comentou sobre jogar contra seu amigo e companheiro de Real Madrid, Cristiano Ronaldo. “Eu prefiro tê-lo a favor, não contra. Ele é muito bom e um perigo constante, com ele o alarme de alerta fica permanentemente ligado, mas não só para Cris, mas para todos os companheiros que ele tem, que conseguiram formar um time notável”, declarou o camisa 15.

Comentários

comentários