Rafaela e Mayra são prata e Brasil fatura seis medalhas na Áustria

Gazeta esportiva.com

Brasil levou 12 judocas e faturou seis medalhas (Foto: Reprodução/Instagram)

O presente sábado (16) foi de bons resultados para o judô brasileiro. Uma semana depois de passar em branco no Grand Slam de Paris, a seleção feminina se recuperou e subiu ao pódio seis vezes no Aberto de Oberwart, na Áustria. Destaque para as duas medalhas de prata, com Rafaela Silva e Mayra Aguiar.

Além delas, Larissa Pimenta, Ketleyn Quadros, Maria Suelen Altheman e Beatriz Souza ficaram com bronze. Larissa inclusive é caçula da seleção com 19 anos e conquistou sua primeira medalha em competições sênior, uma semana após ficar em sétimo lugar no Grand Slam de Paris.

Larissa Pimenta tem apenas 19 anos (Foto: Reprodução/Instagram)

“Essa competição foi muito importante para mim, pois estou ficando cada vez mais confiante. Agora, pegando no quimono de atletas sênior, eu evoluo cada vez mais, sempre colocando novos objetivos a serem atingidos. Fico feliz com essa conquista e continuarei focada nos treinos aqui na Europa para chegar bem no Grand Slam de Dusseldorf. Agradeço a confiança que a CBJ tem depositado em mim”, celebrou a jovem judoca.

A campeã olímpica e mundial Rafaela Silva chegou à decisão do peso-leve (57kg) na Áustria, mas acabou caindo para a polonesa Anna Borowska. Já a bicampeã mundial meio-pesado (78kg) Mayra Aguiar perdeu a medalha de ouro no golden score para a austríaca Bernadette Graf.

Gabriela Chibana (48kg), Nathália Brígida (48kg), Tamires Crude (57kg), Alexia Castilhos (63kg), Ellen Santana (70kg) e Samanta Soares (78kg) não subiram ao pódio. E Eleudis Valentim, com dores na região das costelas, e Maria Portela, com febre, foram poupadas.

A próxima parada da seleção será Dusseldorf, onde o Brasil terá tanto a equipe feminina, quanto a equipe masculina. A competição acontecerá nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro e distribuirá até 1000 pontos (campeão) no ranking.

Comentários