Quatro pessoas ligadas ao setor de turismo foram mortas em 1 ano

Quatro pessoas ligadas ao setor de turismo e transporte de pessoas foram assassinadas em Dourados em pouco mais de um ano. Os casos começaram em setembro do ano passado e o mais recente deles ocorreu na manhã desta terça-feira (15) com a morte de Osvaldo Francisco da Silva, 58.

Quatro pessoas ligadas ao setor morreram em Dourados - Foto: Osvaldo Duarte
Quatro pessoas ligadas ao setor morreram em Dourados – Foto: Osvaldo Duarte

No dia 24 de setembro de 2015, Toni Edinaldo dos Santos, 40, acabou executado dentro de sua casa, localizada na rua Ediberto Celestino de Oliveira, Jardim Água Boa. Ele chegava ao local, onde também funcionava empresa, quando foi abordado e sofreu os disparos, morrendo na frente de um amigo, relembre aqui.

Quinze dias depois no cruzamento das ruas D-12, com DA-5, no residencial Dioclécio Artuzi, Alexsander Oliveira da Silva, 21, residente no Parque Nova Dourados, foi assassinado com oito tiros de pistola 765.

A vítima era motorista de uma Van que prestava serviços a um hospital da cidade e aguardava uma mulher entrar no veículo, quando dois homens que estavam em uma motocicleta se aproximaram e efetuaram os disparos, veja aqui.

Já no dia 22 de fevereiro deste ano, José Edilson de Moraes, 40, chegava em sua casa, na Rua Natal, Vila Industrial e foi interceptado por um homem encapuzado que começou a atirar contra ele, que morreu na frente da esposa e da filha, veja aqui.

Em fevereiro deste ano, após a morte de Moraes, o delegado regional Lupérsio Degerone disse que não descartava ligação entre os crimes, porém, tudo ainda era analisado com cautela.

“Não rejeitamos a hipótese de ligação, mas é cedo para se afirmar isso”, disse à época.

Comentários

comentários