Quantidade de pontes de concreto cresce 30% em Mato Grosso do Sul

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou nesta quinta-feira (24) um pacote de obras na área de infraestrutura que prevê a construção de 66 pontes de concreto até 2017, com investimento estimado de R$ 65 milhões. Desse total de pontes, 42 começam a ser construídas de forma imediata em 20 municípios.

Quantidade de pontes de concreto cresce 30% (Foto: Divulgação )
Quantidade de pontes de concreto cresce 30% (Foto: Divulgação )

“São pontes que foram danificadas ou destruídas pelas fortes chuvas do verão 2015/2016”, disse Reinaldo. Outras 20 pontes estão com projeto executivo em andamento e quatro já tiveram as obras iniciadas e concluídas.

A substituição de pontes de madeira por estruturas de concreto dá mais segurança aos usuários e gera menos gastos para o poder público com manutenção. Reinaldo destacou a qualidade dos projetos executivos das pontes e garantiu que as novas edificações “vão perdurar por anos”.

Segundo ele, nunca se investiu tanto na construção de pontes de concreto em Mato Grosso do Sul. “Desde a criação do Estado (1977) foram edificadas 248 estruturas. Só este ano estamos lançando 66 novas pontes de concreto, um acréscimo de 30%”, informou.

De acordo com a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), 15 empresas vencedoras de licitações comandarão as obras pelo Estado. Elas terão prazo de seis meses a um ano para entregar as obras concluídas.

“Fizemos um trabalho com planejamento e seriedade e começamos a ver na prática o resultado”, disse o secretário da Seinfra, Marcelo Miglioli, sobre a entrega das primeiras quatro pontes. “Isso mostra que tratamos a infraestrutura em nosso Estado de forma séria”, completou.

Dos R$ 65 milhões estimados para a construção das 66 pontes de concreto, R$ 45 milhões são exclusivos do Governo do Estado. O restante vem do Governo Federal em razão do reconhecimento das situações de emergência decretadas pelos municípios após estragos do período de chuvas.

Cidades

As 42 pontes que tiveram autorização de construção nesta quinta-feira (24) somam 1.351 metros de comprimento e estão localizadas nos municípios de Guia Lopes da Laguna (3 pontes); Coronel Sapucaia (1); Maracaju (1); Iguatemi (5); Paranhos (3); Tacuru (4); Dois Irmãos do Buriti (1); Amambai (3); Sete Quedas (2); Bela Vista (1); Caarapó (1); Deodápolis (4); Juti (2); Novo Horizonte do Sul (3); Jateí (1); Rio Verde de Mato Grosso (1); Japorã (1); Rio Brilhante (2); Porto Murtinho (02) e Costa Rica (1). Juntas, elas custarão R$ 41,4 milhões.

As outras 19 que estão em fase de elaboração de projeto executivo ficam em Ivinhema (2); Nioaque (1); Jateí (4); Bela Vista (3); Cassilândia (2); Corguinho (1); Amambai (3); Eldorado (2) e Camapuã (1). As quatro que já foram entregues estão em Naviraí, Amambai, Bela Vista e Guia Lopes da Laguna.

“Sofremos a pior temporada de chuvas dos últimos 50 anos. Mas as ações do Governo do Estado foram rápidas e eficazes para socorrer os municípios”, falou o prefeito de Japorã, Vanderley Bispo, durante a assinatura dos documentos que autorizam o início das obras das pontes.

Estruturas

Em Mato Grosso do sul existem 798 pontes de madeira e 248 de concreto, totalizando 1.046 passagens nos 79 municípios. A maior parte dessas estruturas está implantada em rodovias vicinais, de responsabilidade das prefeituras, informou o governador. No entanto, o Governo do Estado assumiu o compromisso de substituir, em apenas um ano, 8,2% das pontes de madeira existentes, com vistas a garantir mais segurança e mobilidade nas localidades mais prejudicadas pelas chuvas.

Evento

Além de Reinaldo e Miglioli, participaram do evento de lançamento das obras das pontes a vice-governadora Rose Modesto; os secretários de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, e da Casa Civil, Sérgio de Paula; deputados estaduais; e prefeitos atuais e eleitos das 20 cidades beneficiadas com as estruturas.

Comentários

comentários