Quadrilha que extorquia médicos, políticos e empresários é presa em operação da Deco em Campo Grande

A Delegacia Especializada em Combate ao Crime Organizado (Deco), quatro pessoas até o momento, na manhã desta segunda-feira (21), em Campo Grande, suspeitos de integrar organização criminosa que praticava crimes de extorsão contra médicos, políticos e engenheiros.

Os policiais da Deco cumprem mandados de prisão e de busca e apreensão desde às 6h e os envolvidos foram encaminhados para sede da delegacia, no Jardim Autonomista.

Os presos são um jovem de 19 anos que cumpria pena no Centro de Triagem, um outro de 40 anos que estava no Complexo da Gameleira e um terceiro de 25 anos que também já havia sido preso e estava no Instituto Penal de Campo Grande. Além dos três homens, uma mulher de 33 anos, que seria esposa de um preso também foi detida.

Como a operação está em andamento, ainda não há informações das investigações e como ocorriam os crimes. Somadas as penas máximas por extorsão e organização criminosa, a pena pode chegar a 18 anos de reclusão.

Comentários