Quadrilha furtou mais de 100 motos e as negociava em site de venda

Tony Pereira Soares de Andrade, de 37 anos, Lindomar Andrade da Silva, de 34 anos, André Luiz José de Souza, de 25 anos, e Junior Francisco Farias, de 24 anos, foram presos nesta semana por policiais da Delegacia Especializada de Furtos e Roubo de Veículos (Defurv), acusados de furtar mais de 100 motocicletas Honda Biz em Campo Grande. 

Segundo o delegado adjunto da Defurv, Gustavo Ferraris, a polícia chegou até o grupo após denúncia. “Uma pessoa que comprou uma das motos desconfiou que ela pudesse ser roubada, fez a denúncia e informou de quem havia comprado. Então, chegamos até Junior”, relatou o delegado.

Quadrilha é acusada de roubar mais de 100 motos. Foto: Ivan Silva
Quadrilha é acusada de roubar mais de 100 motos. Foto: Ivan Silva

Na segunda-feira (17), Junior foi preso por receptação. Após investigações, os policiais chegaram até Tony, que foi indicado como o chefe do grupo. Durante o interrogatório, ele acabou entregando o esquema e os outros dois comparsas, Lindomar e André.

Tony era o responsável por furtar as motocicletas, geralmente próximo a UCDB. Lindomar e André davam apoio logísticos aos furtos e adulteravam as placas. Já Junior comprava as motos de Tony pelo valor de R$ 600 e revendia por até R$ 1.200. Ele fazia anúncio das motocicletas no site de vendas OLX.

Grupo roubava apenas motos do modelo Biz. Foto: Ivan Silva
Grupo roubava apenas motos do modelo Biz. Foto: Ivan Silva

Junior negou que estaria há muito tempo no esquema. Segundo ele, foram compradas de Tony apenas quatro motos. “Ele está falando que eu comprei várias, mas é mentira. Foram apenas quatro motos. Eu usava o dinheiro para pagar as minhas contas e sustentar a família”, relatou. Já Tony, usava o dinheiro do furto das motos para ter uma vida “boa”, regada a churrascos e cervejada.

Todos eram amigos e moravam no bairro Nova Lima. O grupo responderá por associação criminosa, furto qualificado, adulteração de sinal de veículo automotor e receptação.

Kerolyn Araújo 

Comentários

comentários