Quadrilha faz arrastão em cemitério e rouba placas de bronze

Após vários dias de investigação, a Polícia Civil de Aquidauana desmontou um esquema de furto considerado “bizarro”, em que vândalos arrancavam diversas placas de bronze dos túmulos do Cemitério Municipal de Aquidauana. O material furtado era vendido para um morador do Bairro Guanandy, F.F.S, 56 anos, que foi identificado nesta terça-feira (28) e preso por receptação.

Algumas placas de bronze foram recuperadas pela polícia  (Foto: Giselli Figueiredo)
Algumas placas de bronze foram recuperadas pela polícia (Foto: Giselli Figueiredo)

Segundo o site O Pantaneiro, os furtos vêm ocorrendo há algum tempo. Na última semana, porém, chamou a atenção o registro de um arrastão ocorrido no local, quando foram levadas mais de 55 placas, segundo o funcionário responsável por cuidar do Cemitério, Daniel Cozer, o “Saravá”.

Ao receber a denúncia, a equipe do NIIC (Núcleo de Inteligência, Investigações e Capturas), tendo à frente o delegado Antônio Souza Ribas Júnior, chegou ao nome de F.F.S. Na residência dele, foram encontradas várias placas de bronze, incluindo algumas furtadas de túmulos de nomes conhecidos de Aquidauana, como entes do prefeito Zé Henrique e do ex-deputado Roberto Orro.

F.F.S. confessou ter conhecimento de que as placas eram produtos de furto. Ele foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, onde o caso está sendo investigado, para apurar, inclusive, a existência de uma suposta quadrilha.

Drogas e vandalismo

O funcionário Daniel Cozer diz que como não há guardas no Cemitério Municipal de Aquidauana, não apenas os atos de vandalismo são comuns. “À tarde, principalmente, sempre tem gente que entra aqui para usar drogas”, confirma o responsável por cuidar do local.

Ele diz que o trabalho investigativo da Polícia Civil representa um grande alívio para ele e os demais funcionários do Cemitério, pois alguns familiares chegaram a pensar que eles estavam envolvidos nos furtos das placas de bronze dos túmulos.

Por telefone, a reportagem do site O Pantaneiro entrou em contato com a Prefeitura de Aquidauana, responsável pela administração do Cemitério, para saber qual o posicionamento do governo municipal a respeito do assunto, principalmente da falta de guardas para vigiar o local. Na Gerência de Obras, a informação foi de que a resposta viria do setor de Recursos Humanos da Prefeitura, que iria retornar a ligação, mas não o fez até o fechamento desta matéria.

Comentários

comentários