Pterígio: doença causada principalmente devido a exposição ao sol, causa desconforto e pode levar à cegueira

Muito se fala sobre os riscos que a exposição ao sol sem proteção adequada pode causar à saúde. Mas especificamente aos olhos, essa exposição pode causar uma doença bastante incômoda e de aspecto desagradável, o pterígio (popularmente conhecido como carne nos olhos ou carne crescida).

Trata-se de uma inflamação da conjuntiva do olho, onde se forma uma membrana avermelhada, no formato triangular, que cobre desde a parte interna da pálpebra, até a parte externa (área branca) do olho. Além do fator estético, essa membrana que pode se desenvolver ao longo do tempo, pode afetar a visão, levando até à cegueira, como explica a médica oftalmologista Dra. Daniela Gemperli. “O pterígio é causado pela exposição excessiva ao sol sem proteção e demais fatores climáticos, como vento e poeira. Há ainda um forte fator genético, em especial em pessoas com olhos mais sensíveis, com fotofobia, por exemplo”, esclarece.

A médica destaca ainda que, a doença pode se desenvolver entre os graus 1 e 4 – sendo o 1 o menos agressivo e o 4, sendo o que causa maior dano ao olho, podendo cobrir a pupila. “Em geral, além da vermelhidão nos olhos, o pterígio causa incômodo, como sensação de areia nos olhos ou de algo arranhando ao piscar. Há casos mais graves onde a sombra dessa membrana afeta a visão”, explica Dra. Daniela.

 Sobre o Pterígio – A doença é mais comum entre adultos jovens e idosos, em especial trabalhadores rurais ou das praias e ainda, nas áreas tropicais, com calor e sol forte.

A única cura efetiva para a doença é a cirurgia, mas tratamentos paliativos como aplicação de colírios (de acordo com cada caso) podem controlar o problema. Entretanto, mesmo após a cirurgia, caso o paciente se exponha novamente aos fatores de risco, em especial ao sol sem proteção, o pterígio pode se desenvolver novamente.

O uso de óculos de sol de qualidade são grandes aliados no controle e prevenção da doença. “Lentes escuras com fator de proteção dos raios UVA e UVB são muito importantes para prevenção não só dessa, mas de outras doenças e problemas relacionados à visão”, orienta Dra. Daniela Gemperli.

A qualquer sinal de irritação, coceira, vermelhidão ou dificuldade de enxergar, procure sempre o médico oftalmologista.

 

Comentários