PT vai acionar corregedoria da PF sobre agente com distintivo da Swat que escoltou Lula

Da Redação

O agente da PF Danilo Campetti, usava um distintivo da polícia de Miami em seu colete durante a escolta do ex-presidente Lula no velório de seu neto, Arthur, em São Bernardo do Campo, no ABC (Foto: RICARDO STUCKERT / INSTITUTO LULA/REUTERS)

A presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT/PR), afirmou neste domingo (3) pelo Twitter que o partido vai entrar com pedido de explicações na Corregedoria do Polícia Federal sobre o agente que fez a escolta do ex-presidente Lula ao velório do neto, Arthur, no sábado.

Danilo Campetti, que aparece com distintivo da “Miami Police – S.W.A.T.”, faz parte da equipe de escolta de Jair Bolsonaro (PSL) desde a campanha presidencial e em suas redes sociais assume o apoio ao capitão da reserva.

“O problema não é o mesmo policial que fez a escolta do Lula ter feito a segurança do Bolsonaro nas eleições. O grave é o engajamento político do policial pró Bolsonaro. É caso de corregedoria. Vamos tomar providências. E pedir explicações do porque ostentar o símbolo da polícia americana”, tuitou Gleisi.

Danilo Campetti usa uma imagem de perfil ostentando a “bandeira” que carregou em 2018: “#tchauPT. Agora com o mito”, diz a foto do perfil, que também já foi ornamentada com a frase “Bolsonaro 2017: Muda Brasil de verdade”

 

Comentários