PT faz investida para evitar que Josué Gomes seja vice de Alckmin

Por Valdo Cruz / G1

O empresário Josué Gomes (PR), filho do ex-vice-presidente da República José Alencar (Foto: Guilherme Dardanhan/ALMG)

Praticamente definido como candidato a vice-presidente de Geraldo Alckmin (PSDB), Josué Gomes (PR) será procurado pelo PT numa última tentativa do partido de evitar que o empresário forme a chapa com o tucano.

Para isso, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), conversará nesta terça-feira (24) com Josué Gomes e irá convidá-lo a ser candidato a vice-governador na campanha deste ano. O PR apoia a reeleição de Pimentel.

Filho do ex-vice-presidente da República José Alencar, Josué Gomes é próximo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva justamente pelas ligações do pai dele com o petista.

Josué já havia sido convidado a ser candidato a vice de Lula, mas não deixou a ideia prosperar. Agora, a partir de iniciativa do PR e do “Blocão” de se aproximar de Geraldo Alckmin, o empresário foi indicado candidato a vice para a chapa do tucano.

Negociações

Josué Gomes passou a usar o nome Josué Alencar em homenagem ao pai.

Embora seja politicamente mais ligado a Lula do que ao PSDB, o empresário tem opiniões mais próximas às dos tucanos sobre como conduzir o país.

Nesta segunda-feira (23), por exemplo, Josué terá uma reunião com Alckmin para conversar sobre a eventual candidatura.

Na quarta (25), estará em Brasília para participar de reunião do “Centrão”, hoje rebatizado de “Blocão”, para discutir a formalização da aliança com o tucano.

Apesar da investida petista, a expectativa de líderes do “Blocão” é que Josué aceite o convite para ser vice de Alckmin e leve para a campanha propostas na área econômica, principalmente voltadas para tornar a indústria brasileira mais competitiva no cenário internacional.

Comentários