“PT está no fundo do poço”, afirma Alckmin em visita a Campo Grande

Apesar de defender que o aspecto “eleitoral e político não é o foco deste momento”, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) declarou que “o PT está no fundo do poço e nós temos que evitar que o Brasil vá junto, ou seja, lutar para recuperar a economia, ajudar a preservar o emprego, porque o trabalhador não pode pagar o preço do desajuste fiscal do governo federal”.

Governador de São Paulo visitou Campo Grande nesta quarta  Foto Silvio Ferreira
Governador de São Paulo visitou Campo Grande nesta quarta Foto Silvio Ferreira

A declaração foi feita por Alckmin depois da participação da abertura da ExpoCorte, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.

Sobre a possibilidade de São Paulo defender a criação de um fundo constitucional que garanta que o Governo Federal seja obrigado a compensar os estados que serão prejudicados pela unificação do ICMS, Alckmin foi lacônico: “São Paulo perde também com a mudança das alíquotas”, afirmou.

Apesar desta situação difícil do Governo Federal e do PT, Alckmin preferiu não declarar sobre os ganhos políticos que o PSDB, principal partido da oposição, poderia ter diante da população. “A questão eleitoral, partidária, não é o foco neste momento”.

Durante o evento, Alckmin fez questão de destacar que a economia do país está fraca, em retração, com aumento de desemprego, e que “o setor do agronegócio está segurando índices importantes, como a balança comercial”.

Silvio Ferreira

Comentários

comentários