PSDB precisa fazer mea culpa, diz Reinaldo Azambuja

Candidato à reeleição, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), defendeu neste domingo (28) que seu partido faça um mea culpa diante do fraco desempenho que teve nestas eleições.

Candidato à reeleição, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), chega para votar em Campo Grande

Além de não conseguir levar Geraldo Alckmin ao segundo turno da disputa presidencial, os tucanos não elegeram nenhum governador em primeiro turno e agora disputam o segundo turno em seis estados: Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e o próprio Mato Grosso do Sul.

Azambuja reconheceu mudança no perfil do eleitorado e uma migração para Jair Bolsonaro (PSL), presidenciável apoiado tanto por ele como por seu adversário, Juiz Odilon (PDT).

“O Brasil vivenciou um clima de grande mudança no perfil e no pensamento do eleitorado nacional. Mudou muito com a ascensão do Bolsonaro. Isso acabou prejudicando o PSDB. Precisamos fazer um mea culpa, repensar o partido, quais as bandeiras que sempre defendemos, quais os princípios que sempre fizemos na política, e, agora, reconstruir”, afirmou Azambuja após votar, pouco depois das 10h (11h pelo horário de Brasília).

Apesar de liderar as pesquisas de intenção de voto, o tucano está tecnicamente empatado na margem de erro com Juiz Odilon.

Comentários