Protetos em Curitiba reúnem 200 mil, segundo PM

Na terra da Lava Jato, Curitiba, a Polícia Militar do Paraná informou que 200 mil pessoas, aproximadamente, participaram do protesto deste 13 de março, pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff. Com atos em apoio ao juiz federal Sérgio Moro e às investigações da Lava Jato dominantes, a manifestação começou por volta das 14h, na Praça Santos Andrade, no centro da cidade. Na manifestação nacional de março do ano passado, 80 mil pessoas participaram. Apesar do recorde de participantes, não houve incidentes registrados pela Polícia Militar.

Segundo a Polícia Militar (PM), 200 mil pessoas participaram da manifestação em Curitiba (Foto: Giuliano Gomes/PRPRESS)
Segundo a Polícia Militar (PM), 200 mil pessoas participaram da manifestação em Curitiba (Foto: Giuliano Gomes/PRPRESS)

Além do Distrito Federal, 23 estados tinham protestos antigoverno: Amapá, Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Sergipe, São Paulo, Santa Catarina e Tocantins.

Também foram realizados protestos de apoio ao governo Dilma, a Lula e ao PT em Recife (PE), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), São Bernardo do Campo (SP) e Coronel Fabriciano (MG).

A concentração dos manifestantes começou por volta das 14h na Praça Santos Andrade, no centro da capital paranaense. Depois, eles seguiram em passeata até a Boca Maldita, que fica a 500 metros de distância. Não houve qualquer tumulto ou confusão.

A maior parte dos manifestantes vestia roupas verde e amarela ou a camiseta da seleção brasileira. Alguns ainda optaram por usar máscaras de personagem da operação, como a do juiz Sérgio Moro, que é responsável pelas ações penais da Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal.

Comentários

comentários