PROS reposiciona estratégia política em MS para 2018

Da Redação/JN

Em cumprimento à orientação do PROS Nacional, vários filiados e dirigentes municipais, estaduais e nacional participaram no último sábado (27.05), na Capital, do ENCONTRO DE LIDERANÇAS E FILIADOS DO PROS MS, com uma pauta voltada para uma revisão e reforços estratégicos em suas bases eleitorais em todos os municípios do Estado de MS. O PROS hoje conta com cerca de vinte vereadores, vários suplentes, um vice-prefeito e quase vinte cargos de secretários e diretores municipais em todo Estado, de jovens estreantes na política como o Vereador Patrick Eberhardt aos mais experientes como o Vereador Mario Nogueira, o que coloca em posição de destaque dentre os denominados “partidos mais novos”.

Várias lideranças filiadas ao partido, de setores empresariais, comunitários, sociais e políticos, como a ex-secretária estadual professora Angela Costa, empresário Antonio Freire (ex-presidente da FAEMS), Cláudio Cavol (presidente do Sindicato das Empresas Transportadoras e Logistica de MS), Zézinho da Farmácia (o candidato a vereador mais votado do partido), Laurindo Pereira (empresário na fronteira), estiveram presentes no evento, debatendo e sugerindo novas formas para atender as necessidades da sociedade.

O deputado federal Henrique Mandetta (DEM) fez uma palestra sobre a situação politica atual, e os desdobramentos que estão por ocorrer frutos na Reforma Política que está sendo discutida em Brasília e ressaltou a parceria que sempre atende os pleitos federais de vários vereadores e dirigentes do PROS, em todo Estado.

O presidente estadual, Lucio Flavio Sunakozawa, disse que o PROS traçou novas diretrizes baseadas na autonomia e tomada de decisões que nascem das bases mas com respaldos técnicos, intelectuais e políticos de vários setores que hoje encontram-se disponíveis dentro do próprio partido, para implantação imediata em todos os municípios sul-mato-grossenses.

Segundo Lúcio Flavio, “diante do atual cenário nefasto de denúncias diárias que degrinem a credibilidade da política e de muitos políticos, até a pouco tempo tidos como solucionadores de crises, mas que acabaram decepcionando as esperanças da população, que tanto carece de ânimos com essas práticas condenáveis, por isso, o nosso partido optou por essa caminhada participativa e democrática, com bastante maturidade e autonomia politica”. O PROS, apesar das dificuldades inerentes à sobrevivência dos pequenos partidos, optou por declinar da nomeação de todos os seus cargos comissionados, tanto no âmbito do governo estadual como na esfera federal, preservando a autonomia das municipais, para não interferir na independência e possibilidade de ampliação de parcerias políticas com outras lideranças ou agremiações partidárias.

“Com essa nova força renovada e aberta, o PROS MS poderá ter até chapa pura em 2018, e se preciso for, coloco o meu nome à disposição para ser até candidato a governador”, manifestou o ex-deputado estadual Lauro Davi (atual secretário municipal do IMPCG). Lauro também assumiu, durante o evento, o compromisso de presidir e fortalecer o PROS de Campo Grande, em substituição ao engenheiro Abrahão Malulei Neto que desligou-se do partido para presidir nacionalmente o INADEM (ong na área ambiental).

Um dos projetos mais fortes do partido, “LUGAR DE MULHER, TAMBÉM, É NA POLÍTICA”, foi lançado com a presença da Presidente Nacional do PROS MULHER, Maria Aparecida Santos, carinhosamente conhecida por Pastora Cida, que trouxe as diretrizes para a consolidação do PROS MULHER no Estado, como plano prioritário estratégico dentro da política sul-mato-grossense e nacional. Márcia Mega que foi candidata a vice-prefeita na Capital foi escolhida para presidir a pasta estadual. Várias mulheres dirigentes das municipais, com experiencias na política, dentre as quais Vereadora Lourdes Struziatti, Jane Duarte, Zélia Pereira, Zélia Nolasco Freire, Rosa Cardoso, também manifestaram favoravelmente sobre os projetos voltados para conscientização dos crimes, saúde, educação e direitos da mulher.

Segundo o vice-presidente estadual do PROS, Fabrício Venturolli (foi candidato a vice-prefeito em Tres Lagoas e hoje é um dos suplentes na Câmara Federal), o PROS irá intensificar a campanha de novas filiações, lembrando que em breve os diretórios poderão ser implantados em todos os municípios e com isso os cargos serão decididos por eleição dentre os filiados, assim como as tratativas da vinda de novas lideranças estão bem movimentadas e acredita no franco crescimento do número de filiados junto aos jovens e mulheres para as eleições de 2.018.

Comentários