Prorrogadas por até 180 dias as operações do milho safrinha com acionamento do Proagro

A Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) informa que foram prorrogadas pelo Banco do Brasil as operações de milho safrinha com acionamento do Proagro (seguro agrícola ou faturamento) em decorrência dos problemas climáticos enfrentados pelos produtores que resultaram em pesadas perdas da safra.

“Tivemos impacto significativo na safra de milho, decorrente primeiro por causa da seca e depois, já quase na colheita, pela geada, que reduziram a estimativa de colheita de 9,2 milhões de toneladas para 6 milhões. Isso tem comprometido financeiramente os produtores. Tiveram perdas significativas e não vão conseguir entregar a produção, frente a compromissos assumidos, dado que boa parte da safra já estava comercializada”, frisou o secretário da Semagro, Jaime Verruck.

O governo do Estado publicou os decretos números 81 e 82 no Diário Oficial da quarta-feira (14), declarando situação de emergência pelo prazo de 180 dias em Mato Grosso do Sul em decorrência da seca e da geada que atingiram boa parte do Estado. Os decretos respaldam os produtores rurais no pedido do seguro agrícola (veja AQUI o inteiro teor dos decretos).

Dessa forma, o Banco do Brasil decidiu prorrogar por 180 dias após o vencimento final, as operações com pedido de Proagro pendentes de deferimento no âmbito da instituição; e por 120 dias após o vencimento, as operações com apresentação do comunicado de sinistro, cujo aviso também esteja pendente de deferimento.

O secretário chamou atenção para a importância do seguro agrícola. “Esse instrumento tem sido ampliado ano a ano e mostra que, quanto mais nós pensarmos em mudanças climáticas e riscos climáticos, maior será a importância do seguro agrícola, como é o caso específico do milho no Mato Grosso do Sul”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui