Professores de Campo Grande protestam em Dia Nacional de Paralisação, nesta quinta-feira

 Os professores de Campo Grande das redes municipal e estadual de ensino realizam nesta quinta-feira (22), protestos ligados ao Dia Nacional de Paralisação, convocado pela CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação.
A concentração começa a partir das 8h na sede da ACP, com participação outros sindicatos da capital. De lá os trabalhadores saem em passeata pelas ruas do centro da cidade, fazendo o trajeto: Rua 7 de Setembro – Rui Barbosa – Afonso Pena – 14 de Julho – Cândido Mariano – 13 de Maio – 7 de Setembro.
O protesto será em defesa da lei do piso e contra as medidas que atacam os serviços públicos e precarizam o atendimento à população: PLP 257 (limita planos de carreira); PEC 241 (congela o piso do magistério); PL 4567 (desvincula os royalties do petróleo para a educação); Reforma da Previdência e Lei da Mordaça.
Fim de concursos públicos; congelamento de salários e desmonte dos planos de cargos e carreiras; a terceirização da educação, saúde e segurança são algumas das consequências impostas pelo arrocho fiscal previsto no PLP 257/2016. Já a PEC 241 traz medidas ainda mais drásticas como o congelamento por 20 anos dos investimentos em educação e saúde, o que levará ao fim da lei do piso do magistério e o desmonte do SUS.
“Toda a classe trabalhadora precisa se unir contra esses ataques aos direitos constitucionais garantidos à população brasileira. Nenhum direito a menos!”, afirma o presidente da ACP, Lucílio Nobre.
carta_aberta_panfleto-page-001

Comentários

comentários