Professores da Rede Estadual aceitam proposta do governo

Da Redação/JN

Os professores da Rede Estadual aceitaram a proposta salarial apresentada pelo governo do estado. A decisão ocorreu após deliberação das bases em cada um dos 74 Simted’s que compõem a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul).

Assembleia ocorreu hoje – Foto: Divulgação/Fetems

O debate final aconteceu em Assembleia Geral na tarde desta quarta-feira (26), na sede da Federação, em Campo Grande.

A reunião contou com a presença de aproximadamente 400 participantes.

Em Dourados, que havia assinalado com a greve, uma nova assembleia será realizada amanhã, conforme calendário do sindicato local.

De acordo com a Fetems, a proposta do governo garante o índice de equivalência de 78,16% para integralizar o piso por 20horas, no mês de dezembro de 2017, aplicando o percentual de 7,64% na tabela de dezembro de 2016, dividido em duas parcelas, sendo a primeira de 2,94% em setembro, e 4,7% no mês de dezembro;

Integralizar no mês de outubro de 2018 o índice do piso nacional a ser anunciado em 2018, garantindo em outubro de 2018 o índice de equivalência de 78,16%.

O reajuste terá como base a tabela de dezembro de 2017, no entanto, havendo concessão de revisão geral aos demais servidores públicos o índice será aplicado, no mesmo período também aos professores, sendo este valor deduzido do índice do Piso Nacional quando da integralização em outubro de 2018;

Garante o índice de equivalência de 82,53% no mês de dezembro de 2018; definir o mês de maio como data base, mantém a convocação da mesma forma que no primeiro semestre além da não alteração no Estatuto dos profissionais em Educação.

O governo irá encaminhar um Projeto de Lei para à Assembleia Legislativa com a íntegra do acordo para que haja a repactuação da Lei Complementar nº 200.

Comentários

comentários