Professora impede adolescentes de jogar coquetel molotov em escola

Uma tragédia foi evitada nesta segunda-feira (25), na Escola Estadual Valério Carlos da Costa, em Sidrolândia.

Por volta das 15h30, a Polícia Militar foi acionada por uma professora para comparecer até o local pois um grupo de jovens havia tentado arremessar coquetel molotov dentro da escola.

De acordo com o site Sidrolândia News, a PM deslocou ao endereço e obteve contato com a diretora da escola informando que a servidora havia surpreendido e impedido aos gritos dois jovens ao lado de fora do colégio de arremessar o objeto em chamas para dentro da unidade de ensino.

No local estavam crianças de 6 e 7 anos que brincavam pelos corredores.

A professora que impediu o ataque informou aos policiais as características dos indivíduos e os policiais passaram a realizar diligências a fim de localizar os autores, quando avistou um grupo de jovens no interior do Ginásio Leonel de Moura Brizola, com as características, ao realizar abordagem e passou a entrevistar um dos indivíduos, esse confessou que com mais alguns “menores infratores”, seus comparsas, passaram pelo local com uma garrafa contendo uma quantidade do produto thinner, (solvente para diluir tinta, altamente inflamável), e convidou o grupo para ir até a escola Valério atear fogo no local.

Os menores, de 16 e 17 anos, foram levados para a Delegacia de Policia Civil, acompanhados pelo Conselho Tutelar.

Comentários