Professor bêbado capota carro, atinge 4 pessoas e criança é socorrida em estado grave

Um grave acidente no final da tarde desta sexta-feira (13) deixou quatro pessoas feridas entre elas uma criança de 2 anos que estava na cadeirinha em uma bicicleta com a mãe e o pai. Uma ciclista de 62 anos também foi atingida pelo veículo Gol de branco, conduzido por um professor de 28 anos.

Criança foi socorrida em estado grave / Foto: Rio Brilhante em Tempo Real

De acordo site Rio Brilhante em Tempo Real, no carro também estavam dois adolescentes, mas nenhum dos ocupantes ficou ferido.

O acidente ocorreu na Av Augusto Augusto Lopes da Silva bairro Pró Pró Moradia XIV por volta 17h30 de hoje quando o motorista do carro perdeu o controle, e na capotagem atingiu primeiro a idosa que caiu ao solo em seguida com o veículo atropelou os três da mesma família, marido esposa e a menina de 2 aninhos. A Polícia Militar foi acionada e prendeu o motorista em flagrante. No teste de alcoolemia (bafômetro) o resultado foi 0.85ml de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. A ocorrência foi encaminhada para Delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante.

As vítimas foram socorridas para o hospital de Rio Brilhante de onde o pai foi transferido para um hospital de Dourados devido a gravidade dos ferimentos, com as duas clavículas e um braço fraturados. A mãe continua em observação em Rio Brilhante e a idosa foi atendida e liberada. Até 01h30 da manhã deste sábado a criança aguardava vaga em outro hospital, pois a mesma apresenta ferimentos graves na face e TCE (Traumatismo de Crânio Encefálica). Até esse horário o hospital de Rio Brilhante não estava conseguindo vaga pela central de regulação.

Como a família tem plano de saúde, a transferência do homem foi feito por ambulância do plano que se deslocou de Dourados para Rio Brilhante por volta das 22h.

Estava sendo pedida vaga para transferir a criança pelo plano e também pelo SUS em cidades como Dourados, Campo Grande e Três Lagoas, mas até o início da madrugada os pedidos eram todos negados.

Comentários