Professor acusado de assédio sexual em MS é preso em São Paulo

A PC-MS (Policia Civil de MS) anunciou que foi preso na noite desta terça-feira (10), em Cachoeira Paulisa (SP), o professor A. P. M. F., 48 anos, acusado de importunação sexual em Mato Grosso do Sul. Ele é apontado como praticante do crime contra pelo menos cinco adolescentes no município de Ponta Porã, extremo sul do Estado.

O acusado foi preso após a titular da DAM de Ponta Porã, delegada Marianne Cristine de Souza, responsável pelo caso, receber informações de que o professor estava na Canção Nova. “Nós acionamos a Polícia Militar de São Paulo, que conseguiu prender ele por volta de 22h30”, explica.

A. P. M. F. teve a prisão decretada pela 2ª Vara Criminal de Ponta Porã, após a Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) do município receber denúncias de que com a desculpa de ser terapeuta, convidava as adolescentes para ir até a casa dele, dizendo que faria massagens com pedras, para alinhar os chacras e desenvolver o corpo. Além disso, as investigações mostraram que o docente aproveitava a proximidade com as meninas, para sem consentimento tocar o corpo delas, e fazer perguntas de cunho sexual.

Segundo a titular da DAM de Ponta Porã, oficialmente duas meninas fizeram denúncias contra A. P. M. F., 48 anos, que não era professor direto das menores. Outros três casos estão sendo investigados pela DAM.

Diante das denúncias a delegada representou pela prisão preventiva do acusado, que foi decretada pela Justiça no dia 28 de junho, quando ele alugou a casa que tinha no sul do Estado e fugiu para São Paulo.

O professor que foi após a prisão foi encaminhado para Lorena (SP), é sendo acusado de Importunação Sexual, crime este previsto no Artigo 215-A do Código Penal Brasileiro e que prevê pena de 1 a 5 anos.

Comentários