Produção industrial cai 0,7% em outubro, diz IBGE

É a quinta retração seguida na comparação mensal e a pior para o mês desde 2011. Em relação a outubro de 2014, baixa foi de 11,2%

A produção industrial brasileira registrou queda de 0,7% em outubro na comparação com setembro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. Foi a quinta retração seguida nesta base de comparação e a pior para o mês desde 2011.

No acumulado do ano, a indústria acumula queda de de 7,8%, e, em 12 meses, de 7,2%(Germano Luders/VEJA)
No acumulado do ano, a indústria acumula queda de de 7,8%, e, em 12 meses, de 7,2%(Germano Luders/VEJA)

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a produção caiu 11,2% – 20ª taxa negativa seguida. As expectativas em pesquisa da Reuters com economistas eram de queda de 0,2% na variação mensal e de 10,4% na base anual. No acumulado do ano, a indústria acumula queda de de 7,8%. Em 12 meses, o recuo foi de 7,2% – o maior, nessa base de comparação, desde novembro de 2009, quando a retração foi de 9,4%.

Segundo o IBGE, o setor segue com “menor ritmo produtivo” e disseminação de taxas negativas. “Com o resultado de outubro, o total da indústria encontra-se 17% abaixo do nível recorde alcançado em junho de 2013”, disse, em nota.

Entre os setores, as principais influências negativas foram registradas por coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-2,7%), indústrias extrativas (-2,0%), veículos automotores, reboques e carrocerias (-3,0%) e equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-9,4%), Todas as grandes catogrias apresentaram queda na comparação entre outubro e setembro: bens de consumo duráveis (-5,6%); bens de capital (-1,9%); intermediários (-0,7%) e bens de consumo semi e não-duráveis (-0,6%).

VEJA

Comentários

comentários