Procon da Capital autua até farmácias com produtos vencidos e preços irregulares

Lúcio Borges

Foto: Divulgação/Procon Campo Grande)

O erro ou irregularidades, que podem chegar ao crime não está fora nem das Farmácias de Campo Grande. Nesta quarta-feira (20), foi divulgado que três unidades foram autuadas com produtos vencidos e irregularidade em preços, pelo Procon Municipal da Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor). As noticias em geral vem com estes tipos de casos na Capital em supermercados notificados pelo Procon estadual. O órgão da Capital iniciou uma fiscalização de rotina, mas nestes pontos comerciais, que deveriam primar pelo zelo total  em drogarias da Capital. A ação ocorreu ontem, quando os estabelecimentos vistoriados foram autuados.

Conforme divulgou o órgão, foram encontradas irregularidades em relação a preços, embalagem e data de vencimento. “Quanto aos preços, a equipe verificou produtos sem preços, precificação por meio de código ou unicamente por meio de código de barras e não ostensiva e dois preços para o mesmo produto. Já num caso mais grave, no que atinge a saúde, que já é buscada nos locais por meio dos remédios, foram encontradas embalagens amassadas e até produtos vencidos. Como ainda data apagada ou borrada, sem validade ou não visível. Tais problemas podem ocasionar danos à saúde do consumidor”, apontou o dirigentes do Procon.

A ação fiscalizatória, também verificou a existência de obrigações específicas do ramo farmacêutico, tais como, informar em placas sobre farmacêutico responsável e horário de trabalho, licença ou alvará sanitário, se há lista de medicamentos genéricos, lista atualizada com a identificação dos estabelecimentos públicos de saúde mais próximos e se havia farmacêutico durante a fiscalização.

O Procon municipal irá estender ou continuar com a fiscalização em operação continuada a ser realizada em outras regiões de Campo Grande.

Comentários