PRF recupera 3 caminhonetes em menos de 24h

Veículos seria possíveis produtos de furto. (Foto: Divulgação)
Veículos seriam possíveis produtos de furto. (Foto: Divulgação)

A Policia Rodoviária Federal(PRF), recuperou ontem(26), menos de 24h, três veículos que seriam produtos de furto, sendo elas uma Land Rover Discovery e outras duas camionetas. A primeira ocorrência ocorreu as 6h da manhã no Km 265 da Rodovia MS-419, próximo a cidade de Anastácio, em Mato Grosso do Sul, onde foi abordado o veículo Land Rover/DISCOVERY com placas JIL-7279 conduzido por Maximiliano Lourenço Pinto, 37 anos, e logo na sequencia um veículo Nissan Frontier com placas JKK-8485, ocupado por três pessoas.

Durante abordagem foi verificado os sinais identificadores dos veículos e constatou-se que a marcação do número havia sido modificada. Foi quando estes veículos saíram em alta velocidade sentido Nioaque e entraram na Fazenda Los Manos, no km 280. Após percorrerem alguns km os ocupantes dos veículos os abandonaram e seguiram correndo pelo mato , sendo alcançado somente Maximiliano, escoriações devido a tentativa de fuga no meio da mata fechada.

Outra ocorrência aconteceu por volta de 11h45min, no km 425 da Rodovia MS-060, sentido Sidrolândia, também em Mato Grosso do Sul. Segundo informações da PRF no horário citado foi dado ordem de parada ao veículo S10 com placas JJH-6333, do Distrito Federal, porem não foi obedecida, momento em que empreendeu fuga passando em altíssima velocidade pelo perímetro urbano de Sidrolândia, efetuando manobras perigosas que colocaram em risco a vida de pessoas que circulavam na via.

Houve perseguição policial porem a S10 foi encontrada abandonada já na saída de Sidrolândia para Maracaju, após os trilhos do trem, bastante danificada, logo depois de colidir com os postes de uma cerca de arame. O condutor conseguiu evadir-se pelo milharal não sendo possível localiza-lo.

Maximiliano e os outros envolvidos, caso sejam identificados serão enquadrados no Art. 180 do Código Penal Brasileiro, que prevê como pena inicial reclusão de um a quatro anos, e multa.

Paulo Francis

Comentários

comentários