PRF deflagra operação “Falcon II” para coibir abusos durante o Moto Show

A Operação Falcon II será lançada oficialmente em Três Lagoas nesta quinta-feira (13) e contará com o reforço de aproximadamente 20% no efetivo da Polícia Rodoviária Federal no MS, além da utilização de tecnologias disponíveis, como o uso de radares fotográficos para coibir o excesso de velocidade, etilômetros para combater a embriaguez ao volante.

Foto Divulgação PRF
Foto Divulgação PRF

A exemplo do que ocorre em outras festas e exposições agropecuárias a PRF dará também atenção ao evento de motociclistas na região tendo em vista o histórico de grande número de infrações de trânsito, crimes de trânsito, crimes ambientais (como grande número de motocicletas com escapamento alterados e uso de som automotivo em alto volume).

O objetivo da operação é garantir aos usuários das rodovias federais, participantes ou não do evento, segurança, conforto e fluidez no trânsito.

Espera-se um considerável aumento do fluxo de veículos e de passageiros na região, o que geralmente, nesta modalidade de festa, vem associado a um elevado consumo de bebidas alcoólica.

Desta forma, atenta aos fatores que contribuem para o aumento de acidentes e mortes nas rodovias federais, a PRF somará esforços onde serão priorizadas ações preventivas para redução da violência no trânsito e de acidentes relacionados ao excesso de velocidade, alcoolemia ao volante, ultrapassagens proibidas.

Também, dos acidentes envolvendo motocicletas e ciclomotores, historicamente com índices elevados de letalidade, além da fiscalização de equipamentos obrigatórios, alteração de características do veículo, (escapamento, iluminação e suspensão).

Foto Divulgação PRF
Foto Divulgação PRF

Em 2014, na Operação Falcon I foram realizados pela Polícia Rodoviária Federal 506 testes de alcoolemia com o uso do etilômetro, aplicados 105 autos de infração por embriaguez, 703 autos por excesso de velocidade, 94 CNH´s recolhidas, 24 veículos apreendidos (destes 22 eram motocicletas). A PRF também fiscalizou ao todo 1.712 veículos e 718 pessoas.

Ao total foram feitas 1.289 multas para condutores flagrados transitando com seus veículos de forma irregular nas rodovias federais da região, principalmente motocicletas. Foram presos também 24 condutores dirigindo alcoolizados.

A intenção da Operação é ir além das questões de trânsito. A fiscalização também combaterá o tráfico de drogas e roubo de motocicletas, que poderá aumentar no período da festa. A divulgação do balanço final da Operação na segunda-feira (17) após às 15h.

Comentários

comentários