PRF apreende caminhão de minério com 78 quilos de cocaína

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na segunda-feira (16), mais de 78 quilos de cocaína que eram transportados em um compartimento da caçamba de um veículo Mercedes Benz, placas do Paraná, carregado de minério de ferro. Os agentes da PRF abordaram o motorista do veículo, Trajano Antônio Gonçalves, de 52 anos, no KM 660 da BR-262. Ao verificar os documentos de porte obrigatório, a equipe suspeitou da autenticidade do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo apresentado pelo condutor que seguia para o estado de São Paulo.

Policiais descarregaram minério e chamaram Corpo de Bombeiros para abrir lataria do caminhão, onde a droga estava escondida
Policiais descarregaram minério e chamaram Corpo de Bombeiros para abrir lataria do caminhão, onde a droga estava escondida

Os policiais, então, encaminharam Trajano e o caminhão para o posto da PRF em Miranda, e lá confirmaram que o CRLV era mesmo falso e constataram em buscas que havia um compartimento oculto na caçamba. A equipe se deslocou com o veículo e o motorista para a região do Menck, no KM 757 da BR-262, onde o minério foi descarregado. Depois todos vieram para o posto fiscal Esdras, na fronteira com a Bolívia, em Corumbá.

Por meio do escâner da Receita Federal, um equipamento que funciona como um raio-x gigante e permite visualizar o que é transportado nos caminhões, os policiais confirmaram a existência do compartimento com algo escondido. O Corpo de Bombeiros de Corumbá foi chamado e com o uso de ferramenta específica, a lataria foi aberta e a droga encontrada. Os 78,6 quilos de cocaína, estavam distribuídos em pacotes e a droga também estava engomada em diversas roupas embaladas a vácuo.

O motorista e o entorpecente foram levados para a Delegacia da Polícia Federal. Trajano Gonçalves foi autuado em flagrante por uso de documento falso e tráfico internacional de drogas. Paranaense, ele não revelou nenhuma informação aos policiais, apenas disse que é caminhoneiro há mais de 30 anos e que mora em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, há três anos.

Comentários

comentários