Previsão de meteorologista é de chuva para MS só no final de setembro

Nádia Nicolau

A pergunta que não quer calar, quando irá chover? Para tentar responder a essa e outras questões, o meteorologista Natalio Abrahão Filho esteve no estúdio do Tribuna Livre, nesta sexta-feira (13), e explicou a dinâmica da falta de chuvas no Estado e as consequências disso para o meio ambiente.

“É um período sério para as condições da atmosfera”, expressou Natalio, lembrando que há 22 anos os órgãos ligados não aos estudos e monitoramento do clima não expediam comunicados de alerta. Segundo ele, só em meados de 1997 e 1998 foram registradas temperaturas tão elevadas como o que está ocorrendo agora.

O meteorologista também manifestou preocupação com o alto número de queimadas registradas em Mato Grosso do Sul. Vale destacar que nessa quinta-feira (12), o governador Reinaldo Azambuja decretou situação de emergência, por 180, assim poderá obter apoio mais rapidamente no combate às queimadas pelo Estado, com atenção voltada especialmente para a região do Pantanal.

Sobre a notícia de chuva, Natalio Abrahão ressaltou que ela só virá mesmo entre os dias 22 a 30 de setembro, inclusive acompanhada de ventos muito fortes, rajadas e trovões.

CLIQUE AQUI para conferir a entrevista na íntegra.

Comentários