Presos na 4ª fase da Lama Asfáltica são levados para Centro de Triagem

Da Redação com TV Morena

André Luiz Cance, ex-secretário adjunto de Fazenda do Estado no governo de André Puccinelli, e o empresário Mirched Jafar Júnior, dono da Gráfica Alvorada, presos na 4ª fase da operação Lama Asfáltica, na quinta-feira (11), foram levados para o Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Campo Grande nesta sexta-feira (12). Eles haviam passado a última noite na sede da Polícia Federal.

Os advogados dos investigados informaram que vão entrar com habeas corpus.

O Centro de Triagem é para onde são levadas pessoas que têm curso superior ou que sejam funcionárias públicas. A prisão dos dois é preventiva, sem prazo determinado. O terceiro mandado de prisão ainda não foi cumprido.

Jodascil da Silva Lopes, que trabalhava na Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul, também na gestão de André Pulccinelli, é considerado foragido. A TV Morena não conseguiu contato com a defesa dele.

A operação

Máquinas de Lama é relacionada à fraude em licitações e corrupção com dinheiro público e é desdobramento de outras três, realizadas entre 2015 e 2016: Lama Asfáltica, Fazendas de Lama e Aviões de Lama. A suspeita é que o prejuízo aos cofres públicos seja de R$ 150 milhões, somente com fraudes detectadas nesta 4ª fase de investigação de desvios de recursos destinados a serviços e compras públicas, entre eles de obras em rodovias e aquisição de livros.

Comentários