Preso, homem confessa ter estuprado e matado mulher no interior

Jackson Nogueira

Uma mulher foi encontrada morta na terça-feira (16), em um terreno baldio, em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai. O corpo tinha sinais de espancamento, violência sexual e foi parcialmente queimado.

Terreno onde corpo foi encontrado pelos policiais (Foto: Porã News)

Hércules Cardena Duarte (19), foi preso. Ele foi abordado em sua residência e assumiu o crime e manifestou que tinha ingerido bebida alcoólica com a vitima e posteriormente a atraiu para a emboscada mortal.

De acordo com o boletim de ocorrência, o corpo foi encontrado por volta das 10h, na Rua Alfenas, no jardim Monte Alto e foi levado para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL).

Moradores da região contaram que, na noite anterior ao crime, a vítima foi vista ingerindo bebida alcoólica com um casal em um bar.

(Foto: Porã News)

O rapaz de 19 anos disse que a mulher estava embriagada e foi atraída até o terreno, onde a estuprou. O suspeito contou que usou uma garrafa para bater na cabeça da vítima até matá-la. Ele falou ainda que introduziu uma vassoura na vagina da mulher e tentou incendiar o corpo.

A namorada do suspeito prestou depoimento na delegacia e afirmou que sabia do crime, porém, não denunciou porque foi ameaçada por ele.

A vítima não havia sido identificada até a publicação desta reportagem. O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã.

Comentários