Presídio ‘dormitório’ com 60 presos é fechado e todos ficam já soltos em MS

Lúcio Borges

Foto: Da Hora Bataguassu

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) ‘anunciou’ nesta terça-feira (10), que fechou uma unidade prisional em Mato Grosso do Sul pelo sistema de semiaberto, os chamados presídios dormitório, onde o condenado está no semi-aberto e só vai dormir no local. A cadeia ficava no município de Bataguassu, região sudoeste do Estado, divisa com São Paulo. O local tinha 60 presos que cumprem pena no regime semiaberto e todos serão liberados da obrigatoriedade de dormir na unidade penitenciária e passarão a ser monitorados por tornozeleiras.

A informação foi confirmada hoje pela Agepen. “Com a utilização do monitoramento por tornozeleira, a unidade de regime semiaberto está sendo desativada e os servidores distribuídos a outras unidades da Agepen, reforçando, por exemplo, o número de servidores no Estabelecimento Penal de Bataguassu, de regime fechado”, informou.

De acordo com a agência, o fechamento da penitenciária será feito até o fim do mês e acontece devido ao baixo número de presos para a estrutura demandada. No prédio, que pertence ao presídio de regime fechado será feita a implantação de novas oficinas laborais para os internos.

Após a instalação dos equipamentos, os detentos serão monitorados 24 horas por dia e além disso, terão que cumprir critérios estabelecidos, sob pena de regredir ao sistema fechado caso as determinações não sejam atendidas.

Comentários