Presidente do Santos embarca à Itália para evitar adeus precoce de Robinho

O presidente Modesto Roma Júnior, do Santos, embarca nesta segunda-feira para a Itália com a missão de evitar a despedida precoce do atacante Robinho, principal ídolo do elenco alvinegro.

Modesto demonstra esperança na permanência de Robinho Foto: Ivan Storti/Santos FC
Modesto demonstra esperança na permanência de Robinho Foto: Ivan Storti/Santos FC

O jogador tem contrato de empréstimo até o dia 30 de junho, mas passará o último mês do vínculo com a Seleção, na Copa América, no Chile.

Como os convocados por Dunga se apresentam ao treinador no próximo dia 1º, em Teresópolis, Robinho tem apenas mais quatro partidas pelo clube antes do fim do acerto atual: contra Cruzeiro e Sport, na Vila Belmiro, e Chapecoense, em Santa Catarina, pelo Brasileiro, e o jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil contra o Maringá, quarta-feira, em casa.

Na bagagem, Modesto, que será acompanhado por Rodrigo Marino, do Comitê de Gestão, leva muita esperança. O presidente, em conversas reservadas, tem demonstrado otimismo nas tratativas com o Milan, que detém os direitos federativos de Robinho até o meio de 2016.

Não quer dizer, porém, que a renovação será consumada rapidamente. O cartola já declarou que mais difícil do que convencer o Milan será satisfazer Robinho, que apesar da intenção de continuar, tem pelo menos sete meses de atraso em seus direitos de imagem e quer que a dívida seja quitada antes de assinar qualquer novo documento.

O Santos tentará ampliar a permanência de Robinho sem ter que colocar a mão no bolso. A ideia é mostrar aos italianos que no Brasil o atacante tem maior exposição – o que inclui mais chances na Seleção – e que isso ainda pode ajudar o Milan a fazer caixa com o jogador.

Modesto proporá estender o empréstimo por mais uma temporada, sem custos. O atacante também aumentaria seu vínculo com o clube europeu pelo mesmo período.

O dirigente, porém, não descarta colocar outros jogadores santistas no negócio. O jovem Gabriel, de 18 anos, admitiu ter recebido sondagens recentemente, mas não confirmou se elas estariam relacionadas a uma possível ida ao Milan. Artilheiro da equipe em 2014, ele perdeu espaço no time com a chegada de Ricardo Oliveira e tem sido pouco utilizado nesta temporada.

O presidente do Santos retorna de Milão no próximo sábado, pela manhã, quando espera ter boas notícias para dar aos torcedores alvinegros.

globoesporte.com

Comentários

comentários