Presidente do Santos detalha próximos passos nos planos de modernização da Vila Belmiro

Globoesporte.com/JP

Divulgação/Santos FC

O planejamento do Santos para tirar do papel o projeto de retrofit da Vila Belmiro segue em evolução nos bastidores do clube. De acordo com o presidente José Carlos Peres, os estudos estão avançados para que o projeto oficial seja divulgado.

Há um mês, o Santos apresentou o anteprojeto da reforma, que deve remodelar a Vila Belmiro e aumentar sua capacidade. Ao GloboEsporte.com, José Carlos Peres revelou que o principal desafio é a questão do tamanho do estádio.

– O grande desafio hoje em dia é a metragem da Vila Belmiro, que tem 17 mil metros quadrados. O estádio do Boca Juniors, que é apertado, tem 26 mil. Estamos planejando um estádio confortável, que vai de 20 a 25 mil lugares, número que ainda será definido. Estamos no pré-projeto, que deve durar mais umas duas ou três semanas. Depois, vamos partir para o projeto oficial e criar maquetes e mapas… Todo esse material comercial para vender.

A aposta de Peres para que o projeto dê certo é o arquiteto brasileiro Artur Katchborian, que assina a obra de remodelação da Vila Belmiro.

– Sempre que se falou de fazer um estádio no Santos, não se passou de apresentações de “power point”. Nunca foi além disso. Desta vez é sério. O arquiteto Artur Katchborian projetou estádios de Copa do Mundo, de Jogos Olímpicos, no Rio, e é um dos tops da arquitetura. Além disso, é santista e sócio do clube.

Anteprojeto da reforma da Vila Belmiro, apresentado há um mês  — Foto: Divulgação/Santos FC
Anteprojeto da reforma da Vila Belmiro, apresentado há um mês (Foto: Divulgação/Santos FC)

Para realizar a obra, orçada em mais de R$ 200 milhões, o Santos conta com o grupo Bolton, principal interessado em financiar o retrofit da Vila Belmiro. Segundo Peres, a possibilidade de que a empresa invista no estádio é grande:

– Tem o Grupo Bolton. Estamos conversando com eles. Há grande possibilidade deles financiarem e receberem através do Naming Rights, de jogadas de marketing também, além do nome que o Santos tem no exterior.

Por fim, outra forma de fazer dinheiro com a Vila Belmiro seria dar nomes a cada setor do estádio. Ao comentar o assunto, José Carlos Peres ainda comparou sua ideia ao formato utilizado pelo Atlético de Madrid em seu novo estádio.

– Outra possibilidade é o “sector name”, que é o nome por setor. Isso também dá uma grande possibilidade de se fazer dinheiro. O Atlético de Madrid fez seu estádio novo e fez um startup por lá, quando o sujeito dá o dinheiro e recebe um crédito para usar em vários eventos que o clube possa ter. Estamos atrás da área comercial para tornar isso realidade. O Santos não tem dinheiro para fazer estádio e não vai colocar um centavo.

Para o projeto de retrofit da Vila Belmiro sair do papel terá de passar pela votação dos conselheiros em reunião a ser marcada previamente. Se aprovada, a obra pode levar de um ano a um ano e meio.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui