Presidente do PTB, Louzada comemora prisão domiciliar de Roberto Jefferson

Louzada e Roberto Jefferson durante evento
Louzada e Roberto Jefferson durante evento

Após receber a notícia em que o ex-deputado federal Roberto Jefferson, cumpriria o restante da pena em prisão domiciliar, o presidente Estadual do PTB/MS Ivan Louzada, comemorou.

“Estou muito feliz com a notícia, Roberto Jefferson é um amigo de longa data, desde o início sempre mantivemos contato, e só eu sei o quanto ele aguardava por isso, só quem o conhece sabe das suas qualidades. Ele sempre foi uma pessoa do bem, mesmo preso, sempre acreditou na justiça, desde o início Roberto sempre respeitou a determinação em que lhe foi imposta, homem de uma palavra só, pai, marido, político, sem palavras para descrê-lo”, comenta Louzada.

Roberto Jefferson foi condenado a sete anos de prisão e deixou no último sábado (16/05/2015) o Instituto Penal Francisco Spargoli, em Niterói (RJ), e vai cumprir o resto da pena em prisão domiciliar.

“Essa prisão domiciliar veio em boa hora, Roberto se casa por esses dias, e estávamos todos torcendo por isso, ele merece só coisas boas”, diz Louzada.

O benefício foi autorizado na última sexta-feira (15/05/2015) pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), por Jefferson ter cumprido um sexto da pena em regime inicial semiaberto. O ex-deputado ficou 14 meses preso e conseguiu completar um sexto da pena com desconto dos dias trabalhados em um escritório de advocacia como auxiliar de escritório.

Jefferson disse estar aliviado e que pagou pelos crimes que cometeu. “Está pago, ainda tem algum tempo a cumprir, mas está pago”, disse.

Comentários

comentários