Presidente do Paraguai renuncia para assumir no Senado

Lúcio Borges

O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, se antecipou em quase três meses e apresentou hoje (28), o pedido de renúncia ao cargo da Presidência da Republica. Apesar de ter menos de três meses para sair do Executivo, ele já saiu para assumir como senador do Partido Colorado a partir de 1º de julho. Ele foi eleito em 22 de abril, senador vitalício, prerrogativa dos ex-presidentes da República.

Contudo, o pedido tem de ser votado no Senado e obter mínimo de 23 votos a favor. No lugar de Cartes, por pouco mais de dois meses, assumirá a vice-presidente da República, Alicia Pucheta. Porém, o presidente eleito, também em abril, Mario Abdo Benítez, toma posse em 15 de agosto.

O Congresso Nacional do Paraguai, a exemplo do Brasil, é bicameral. No Senado, são 45 cadeiras e na Câmara, 80.

Em nota dirigida ao Senado, Cartes afirma que pretende continuar a servir ao país [Paraguai] e atender à vontade popular.

*Com informações da Telesur, emissora pública de televisão da Venezuela.

Comentários