Presidente da La U renuncia ao cargo após ameaças de morte

Lancepress/JP

Divulgação

O que deveria ser uma entrevista coletiva pós jogo, acabou se transformando em um pedido de renúncia. Neste fim de semana, Carlos Heller,  falou após a derrota para o Universidad de Concepción e comentou a decisão de deixar a presidência do clube chileno.

Heller revelou que os motivos que o levaram a deixar o cargo estão fora dos gramados. “Decidi deixar o comando da La U, porque a delinquência venceu. Tenho ameaças de morte pelo telefone, vocês viram o que os torcedores fizeram. Tomarei providências legais esta semana”.

O agora ex-presidente da La U, deixou claro não tolerar atitudes como esta, o que motivou a decisão da renúncia. “Não vou aceitar este tipo de ameaças, isso faz mal ao futebol chileno. Acredito que dei tudo para a La U, mas os delinquentes sempre ganham. Então, neste momento, eu deixo o clube”.

A saída de Carlos Heller da presidência da La U acontece após quase cinco anos de comando. No período em que esteve no cargo máximo do clube chileno, a equipe venceu apenas dois campeonatos nacionais.

Além disso, o mandato do presidente foi marcado por promessas não cumpridas, poucas contratações de jogadores, baixo desempenho em torneios internacionais e altos prejuízos.

A renúncia de Carlos Heller, afunda ainda mais a La U na crise que vive. No campeonato chileno, a equipe ocupa apenas a 11ª colocação na tabela, com quatro pontos somados em 15 disputados.

Comentários