Presa suspeita de mandar matar idosa cadeirante; autor confessa

Da Redação/JN

Polícia procura pelo filho adolescente da mulher que, segundo a polícia, disputava terreno com a vítima

A policia prendeu uma mulher suspeita de encomendar a morte da idosa cadeirante que foi assassinada com cerca de 50 facadas, na noite de domingo, em Dourados.

Cadeirante idosa foi morta com dezenas de facadas
foto – S. Bronka

Um homem foi preso ontem. Marcelo G., de 29 anos negou participação no crime mas, segundo a polícia, acabou confessando que tinha sido contratado para matar Nilza Fernandes, de 73 anos.

Um adolescente, filho da suspeita, J.C., de 44 anos, segue foragido. O rapaz teria participado do homicídio. Conforme a polícia, a suposta mandante disputava com Nilza a posse de um terreno.

O suspeito de matar, Marcelo, foi localizado ontem no Jardim Flórida e preso por militares da Radiopatrulha. Segundo informações da polícia, ao DouradosAgora, contra Marcelo havia um mandado de prisão em aberto por outro crime.

Segundo o Dourados Agora, Nilza Fernandes estava em casa, na Aldeia Bororó, quando alguém bateu à porta e chamou pelo nome dela. Quando saiu para fora, a cadeirante foi atacada com dezenas de golpes de faca que atingiram mãos, pescoço e rosto. A polícia estima que foram cerca de 50 golpes.

Conforme relato de uma testemunha, que falou com polícia, o autor esfaqueou Nilza que tentou se defender como pôde, caiu da cadeira de rodas e morreu em meio a uma poça de sangue.

Comentários