Caminhão de lixo retira de depósito 980 Kg de merenda estragada

A Prefeitura Municipal de Campo Grande descartou, na manhã desta terça-feira (13), 980 Kg de alimentos que estavam impróprios para consumo. Eles serão substituídos por novos ainda hoje e servirão para abastecer escolas e Centros de Educação Infantil (Ceinf).

DSC_0097

Os alimentos, entre arroz, feijão, fubá e 625 quilos de carne, estavam vencidos. Eles foram recolhidos por dois caminhões coletores e serão incinerados na região do Indubrasil. A ação foi realizada pela prefeitura em parceria com a Solurb e Vigilância Sanitária.

O prefeito Alcides Bernal (PP) está em Brasília com a Secretária Municipal de Educação, Leila Machado. Amanhã (14), será realizada uma coletiva de imprensa para passar detalhes da ação realizada nesta terça-feira.

Os produtos estragados estavam no galpão onde fica a merenda escolar desde o dia 8 de setembro, quando a prefeitura informou que estavam vencidos. Segundo a assessoria da prefeitura da capital, os alimentos estragados não foram retirados do depósito antes porque aguardavam laudos da Vigilância Sanitária, para comprovar que a merenda estava imprópria para consumo.

Além disso, a Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Agereg) teve que entrar em contato com a empresa responsável pela coleta e manejo de lixo na capital para pedir a retirada e incineração dos produtos.

Comentários

comentários