Prefeitura terá déficit de R$ 158,6 milhões; ‘presente de bandido’, afirma Bernal

O prefeito Alcides Bernal (PP) anunciou hoje (14), durante coletiva, na Esplanada Ferroviária, que o executivo vai fechar o mês de setembro com um déficit de R$ 158,6 milhões, já que está previsto a despesa R$ 284,1 milhões, enquanto que de receita irá entrar apenas R$ 125,5 milhões.

'presente de bandido', reclama Bernal
Prefeito mostrou balanço das contas da prefeitura Foto Silvio Ferreira

O balanço foi apresentado pelo secretário municipal de Finanças, Disney Fernandes, que mostra em setembro as despesas de R$ 90,8 milhões com folha salarial, R$ 2 milhões com precatórios, R$ 5,4 milhões no repasse para Câmara Municipal, além de R$ 7,5 milhões com repasses indiretos, assim como R$ 33 milhões referente ao resto a pagar e R$ 27,3 (milhões) nas despesas liquidadas, de serviços que já foram feitos.

Disney ressaltou que deve se priorizar o pagamento da folha salarial, custeio da máquina, repasses indiretos e para Câmara, assim como os precatórios. “O que podemos perceber que a receita nunca foi o problema, e sim as despesas que aumentaram”.

O prefeito,classificou como “presente de bandido” a situação encontrada na administração municipal, falando que precisará de apoio da polícia e da Justiça para “recuperar dinheiro mal versado”.

Nas contas apresentadas hoje, o rombo do município praticamente dobrou em menos de um ano, ao contrário do cenário verificado no exercício financeiro de 2013. Na ocasião, a Prefeitura terminou o ano com superávit de R$ 39,9 milhões, mas, no fim de 2014, o déficit já era de R$ 78 milhões, ou seja, metade dos R$ 158 milhões negativos de agora.

Segundo Bernal, a palavra de ordem agora é cortar despesas e melhorar a receita. Uma das expectativas para sanear as finanças da Prefeitura é o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). “A prioridade, a política será de austeridade e gastos com responsabilidade. Estamos recebendo hoje, para pagar a comida da semana passada”, afirmou.

Comentários

comentários