Prefeitura remaneja servidores para manter plantão da Casa da Mulher

A prefeitura de Campo Grande remanejou servidores municipais para substituir os 63 funcionários de uma empresa terceirizada que prestava serviço para a Casa da Mulher Brasileira e suspendeu o contrato por falta de pagamento. Assim, o atendimento 24 horas será mantido.

Entrevista Mirian Belchior,ministra
Entrevista Mirian Belchior,ministra

Segundo a prefeitura, cerca de 40 servidores de outras secretarias vão trabalhar na instituição que atende vítimas de violência doméstica. A decisão foi tomada depois de um ofício enviado pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, vinculada ao Ministério da Justiça, informando que todas as prestações de contas foram aprovadas e que o depósito da última parcela está autorizado.

O valor da última parcela seria de R$ 4,3 milhões, de acordo com a prefeitura. O recurso servia para arcar com gastos básicos como água, luz e alimentação das vítimas de violência, além de custear os serviços terceirizados.

Serviço

A Casa da Mulher Brasileira fica na rua Brasília, no Jardim Imá, perto do Aeroporto Internacional de Campo Grande. O atendimento é 24 horas no local. O telefone para contato é (67) 3304-7575 e para denúncias é o 180.

O local é um espaço onde as mulheres sul-mato-grossenses podem receber atendimento humanizado e integrado, da Polícia Civil através da Delegacia Especializada de Atendimento às Mulheres (DEAM), Juizado Criminal, Defensoria Pública e Promotoria do Ministério Público.

No local também funciona uma brinquedoteca, para onde são levadas crianças filhas das vítimas da violência doméstica, durante o tempo em que estiverem recebendo atendimento.

Comentários

comentários