Prefeitura realiza neste sábado mutirão para reduzir filas do SUS

Da Redação/JP

Ação programada para acontecer neste sábado (27), das 07 às 17 horas, no CEM (Centro de Especialidades Médicas), vai ofertar atendimento com especialistas a pacientes com alteração em tireoide que estão na fila de espera do Sisreg (Sistema Nacional de Regulação) do SUS. A ação faz parte de uma campanha nacional encabeçada pela SBE (Sociedade Brasileira de Endocrinologia), em alusão a Semana Internacional da Tireoide, e é realizada na Capital em parceria com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

De acordo com a médica Érica Abel, coordenadora da CRAE (Rede de Atenção Especializada), a espera por uma consulta com um médico endocrinologista pode chegar a quase um ano na rede pública de saúde, devido a escassez de especialistas. Conforme dados da CRAE, a fila de espera para o atendimento de alteração de tireoide em Campo Grande é de 381 pacientes. A expectativa é de que ao menos 160 pacientes sejam atendidos na ação deste sábado, sendo 110 consultas agendadas para o período matutino e 50 no vespertino.

“Com essa ação nós vamos reduzir em quase 50% a fila de espera. Os pacientes serão atendidos e, caso haja necessidade, serão encaminhados para fazer outros procedimentos como exame de ultrassom e biopsia”, complementa a coordenadora.

Segundo Érica, 15 especialistas (endocrinologistas) estarão envolvidos com a ação, que será acompanhada também por alunos de medicina das Ligas de Endocrinologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e da Universidade Anhanguera, que vão tirar dúvidas de pacientes e familiares.

Esses voluntários irão distribuir folders educativos explicando o funcionamento da tireoide e das doenças tireoidianas, e também vão ensinar como fazer o autoexame, que pode contribuir para um diagnóstico precoce do câncer de tireoide.

Tireoide

Localizada na parte frontal do pescoço, logo abaixo da região conhecida como Pomo de Adão, a tireoide é uma glândula que age na função de órgãos importantes como o coração, cérebro, fígado e rins. Ela interfere também no crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes, na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, no peso, na memória, na concentração, no humor e no controle emocional. Qualquer alteração em seu funcionamento pode, portanto, provocar um desequilíbrio no organismo.

Comentários