Prefeitura de Campo Grande inicia ofensiva contra Uber

A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) começou a multar os motoristas de Uber que atuam em Campo Grande. A explicação é que esse tipo de transporte de passageiros ainda não foi regulamentado na capital sul-mato-grossense.

uberofen

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra uma abordagem de um fiscal da Agetran ao motorista do Uber. A passageira precisou terminar o caminho de táxi.

A empresa Uber começou a operar em Campo Grande no mês de setembro e está com pelo menos 300 inscritos.

Cada município é responsável em estabelecer regras para o transporte remunerado, seja individual ou coletivo. No caso do Uber, o serviço ainda não tem regras em Campo Grande. Por isso, de acordo com a prefeitura, os motoristas vão continuar sendo multados caso sejam pegos em fiscalizações. A multa é média de R$ 191, quatro pontos na carteira.

Para o especialista em trânsito Carlos Alberto Pereira, o serviço Uber é irreversível. Ele acredita que logo será regularizado em Campo Grande, como aconteceu em outras cidades do Brasil e do mundo.

Baseado na Constituição Federal, os motoristas Uber não estão ilegais, já que todo trabalho remunerado é livre no país. Porém, precisam de normas para garantir a segurança, principalmente dos usuários. (Com Informações do G1)

Comentários