Prefeitos do interior de MS ressaltam dificuldades no início de mandato

Prefeitos apresentaram suas preocupações durante a eleição da nova diretoria da Assomasul. (Paulo Francis)

Prefeitos do interior de Mato Grosso do Sul aproveitaram a eleição da nova diretoria da Assomasul(Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), realizada ontem(16), em Campo Grande, para ressaltar às dificuldades enfrentadas neste início de mandato e as expectativas para o ano de 2017.

O prefeito de Gloria de Dourados, Aristeu Pereira Nantes (PEN), está em seu primeiro mandato como gestor do município e assume a administração em momento conturbado da economia brasileira no geral.

“Nosso município não está diferente de outras realidades, estamos passando por dificuldades vindas de outras administrações que deixaram a desejar e acabamos recebendo sucateado a máquina do município. Mas pretendemos fazer um bom trabalho, com economia e responsabilidade venham a somar com a administração dos municípios, é um suporte a mais principalmente para os pequenos como o meu”, destaca o prefeito.

No município de Coronel Sapucaia a situação é ainda mais preocupante. O prefeito Rudi Paetzolt (PMDB), diz que as estradas de acesso a região estão precárias devido as chuvas do final de 2016 e espera o apoio da Assomasul para solucionar o problema.

“Com o período de chuvas as estradas até agora não se recuperaram, inclusive estamos indo pedir socorro ao Governo do Estado para que nos ajude a recuperar os estragos. As aulas estão para começar, a safra está se aproximando e as estradas estão péssimas, a estrutura na parte de maquinários está destruída e não temos como fazer tudo sozinhos. Se eles nos ajudar bem, se não ajudarem vamos tentar fazer do nosso jeito”, afirma.

Em de Chapadão do Sul, o prefeito João Carlos Krug (PSDB), ressaltou que a principal dificuldade está relacionada ao início do ano letivo escolar. Krug alega que o prefeito anterior deixou o mandato com diversas escolas com problemas de infraestrutura, como também na questão do transporte escolar.

“As escolas estão precisando de reforma, nossa frota de ônibus que levam as crianças estão sucateadas. Mas pela experiência que já temos, vamos implantar uma administração enxuta voltada para os novos tempos, vamos cortar gastos e precisamos nos preocupar com o amanhã. Esperamos que a Assomasul, com essa nova diretoria, possa colaborar com todos os municípios, inclusive com Chapadão do Sul”, finaliza.

Comentários