Prefeitos defendem mudanças no Fundersul

PORTAL ASSOMASUL

Diretoria da entidade e prefeitos são favoráveis as mudanças propostas pelo Governo do Estado no texto do Fundo.

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina, destacou nesta terça-feira (12), a importância do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul) para execução de obras de infraestrutura nos 79 municípios do Estado.

Caravina atesta que o Fundo é essencial para garantir infraestrutura, dentro e fora da área urbana, e no transporte escolar.

O dirigente lembra que esse assunto foi discutido à exaustão durante assembléia-geral de prefeitos no dia 16 de outubro, na sede da entidade, em Campo Grande.

Prefeitos discutiram esse tema em assembleia-geral (Foto: Edson Ribeiro)

“O Fundersul tem um papel fundamental. Com esse recurso, o governo do Estado conseguiu levar pontes, pavimentação e recuperação da malha viária, que os municípios jamais teriam condições de fazer”, colocou.

Ele adiantou que a diretoria da Assomasul e os prefeitos sul-mato-grossenses são favoráveis as mudanças propostas pelo Governo do Estado no texto do Fundersul como forma de ampliar ainda mais os investimentos tanto na Capital quanto nos demais municípios de Mato Grosso do Sul.

Pela legislação, do total arrecadado pelo Fundersul, 25% são repassados aos municípios.

“Este percentual, com toda a certeza, é um importante auxílio para executarmos obras que atendem as necessidades de nossa população. São recursos que estão nos ajudando a vencer a grave crise econômica que o País atravessa”, afirmou Caravina, que é prefeito da cidade de Bataguassu.

De acordo com o Governo, nos últimos cinco anos, mais de R$ 2 bilhões do Fundersul foram investidos em obras e serviços nas cidades. Dos R$ 725 milhões do fundo previstos para este ano, R$ 181 milhões vão para os municípios.

Além da construção de pontes e da manutenção, pavimentação e restauração de rodovias, no período de 2015 a 2018, foram implantados mais de 200 quilômetros de novas rodovias.

O dirigente municipalista disse que tem conversado constantemente com a diretoria da Assomasul e com os colegas prefeitos sobre o que chama de providenciais os investimentos do governo, em parceria com as prefeituras, em obras de pavimentação, construção de pontes e implantação de rodovias nas cidades, que, segundo ele, melhoram o escoamento da safra agrícola e reduzem os custos aos produtores rurais em todo o Estado.

“Todos nós recolhemos para o Fundersul, os produtores rurais e a população que abastecem seus veículos. Cada um participa com 50% da arrecadação total desse imposto. Portanto, nada mais justo do que o Estado promover essa divisão, através do ICMS”, acrescentou Caravina, que esta semana divulgou nota oficial com a diretoria da Assomasul em defensa de mudanças no Fundo.

Ele disse ainda que é preciso reforçar que a divisão da arrecadação do Fundersul tem sido significativa para os municípios, o que obriga as administrações municipais a assumir cada vez mais novas responsabilidades.

“Convocamos todos os nossos prefeitos e cidadãos a apoiarem as alterações propostas pelo Governo do Estado”, sugeriu.

O presidente da Assomasul garante que com esse suporte financeiro está sendo possível os prefeitos executarem – junto com o Governo do Estado – obras de infraestrutura importantes para a população.

“Conseguimos a recuperação de estradas vicinais, de rodovias que estavam praticamente intransitáveis por conta de buracos e erosões, a pavimentação e recapeamento de ruas e avenidas, além da construção de pontes de concreto, antiga aspiração da própria classe produtora, e que estão garantindo o escoamento de nossa produção agropecuária”, atestou o dirigente.

Caravina garante ainda que o Governo do Estado e a Assembleia Legislativa têm o apoio da Assomasul visando promover mudanças que resultem em melhorias e maior fonte de investimento em todos os municípios de Mato Grosso do Sul.

“Conclamamos os deputados estaduais, legítimos representantes da nossa gente, a promover ampla discussão e aprovar as mudanças necessárias para continuarmos avançando nas ações que estão garantindo investimentos e a melhoria da qualidade de vida em nossos municípios”, defendeu.

Comentários