Prefeito lamenta crise, mas espera novo momento com obras destravadas

Silvio Ferreira

Em entrevista ao programa Tribuna Livre, da Capital FM, o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) lamentou a situação financeira em que encontrou a prefeitura de Campo Grande, agravada pela redução de repasses federais e estaduais e a queda na arrecadação com receita municipal; falou das possibilidades de um novo Programa de Conciliação Fiscal (Refis) para permitir que contribuintes municipais regularizem seus débitos; a dificuldade de tabular novos projetos de investimento e de um problema recorrente em Campo Grande: a precariedade da pavimentação asfáltica.

Ao Página Brazil Trad explicou que em função desse contexto, a maior prioridade da prefeitura tem sido o pagamento em dia dos servidores, em detrimento à conclusão de obras iniciadas em gestões anteriores ou ao investimento em novas obras.

Movimento que, segundo Trad, vem sendo dificultado porque até agora não foi possível viabilizar nenhum processo licitatório dessa gestão. Segundo o prefeito, os atrasos têm ocorrido, ou por solicitações de mais informações do Ministério Público Estadual, ou por questionamentos de participantes das licitações.

Por outro lado, Trad pontuou o sucesso em destravar a liberação de recursos para o projeto de revitalização da região central de Campo Grande e da avenida Ernesto Geisel (Norte-Sul).

Comentários