Prefeito formaliza proposta, com carta de intenções, para trazer UPL da Cooperalfa

Da Redação/JN

O gerente local da Cooperativa Agroindustrial Alfa (Cooperalfa), Orlei Dal Magro e funcionários da unidade em Sidrolândia, recepcionaram na tarde desta quarta-feira (18) o prefeito Marcelo Ascoli, vice-prefeito Wellison Muchiutti Hernandes, primeira-dama Ana Lídia Ascoli, secretários municipais, vereadores, o presidente Rogério Menezes e produtores rurais membros da diretoria do Sindicato Rural (Félix Bernart, Jorge Rebeschini), empresário e presidente do PSDB municipal Ilson Peres de Souza e o corretor de imóveis Clédio Santiani.

O ato marcou a entrega pela Prefeitura Municipal da carta de intenção endereçada ao presidente da Cooperalfa, Romeo Bet, manifestando-se favorável à instalação em Sidrolândia da Unidade de Processamento de Leitões (UPL) com capacidade para 10 mil matrizes.

O interesse da administração municipal com a expansão dos empreendimentos da Cooperativa Agroindustrial Alfa, é compartilhado por todos os segmentos da sociedade organizada sidrolandense, que vislumbram no projeto um novo salto no crescimento econômico, produtivo e de geração de empregos.

Manifestações

Prefeito

Ao abrir o ato o Dr. Marcelo Ascoli declarou que Sidrolândia anseia por este empreendimento, e que em contrapartida a Prefeitura apresenta uma carta de intenção ousada à altura da grandeza do projeto da Cooperativa, convicto de que retorno positivo surgirá em curto espaço de tempo, favorecendo o fomento da economia local.

Ele fez a leitura da carta de intenção, e o conteúdo disposto no documento do Município para a instalação do empreendimento causou agradável surpresa na plateia que se entusiasmou e apoiou o arrojo da Prefeitura em atrair para Sidrolândia a UPL.

Sindicato Rural

O presidente Rogério Menezes declarou apoio à carta de intenção da administração municipal, e garantiu que o Sindicato Rural estará à disposição da Cooperalfa.

O produtor rural mencionou a disponibilidade de milho e soja, confirmada pelos números do IBGE e Aprosoja/MS que projetam o município como um dos maiores produtores de grãos de Mato Grosso do Sul. Desta forma, matéria-prima para atender à demanda da atividade de suinocultura é abundante dentro do limite territorial.

Incentivador

O corretor de imóveis Clédio Santiani foi o precursor e incentivador para a instalação da Cooperalfa, que há dois anos atua com sua unidade armazenadora de grãos em Sidrolândia.

Na fala durante o ato, deu ênfase à soma de esforços que uniu Poder Executivo, Legislativo, empresários, produtores rurais e outros setores do município.

Para Clédio, a implantação do grande projeto de suinocultura proposto pela Cooperativa impulsionará a economia do município.

Câmara Municipal

O vereador Valdemar Acosta fez uso da palavra em nome de seus colegas que participaram do ato (Valdecir Carnevalli, Vilma Felini, Itamar Souza, Adilson Brito, Carlos Henrique Olindo, Cledinaldo Cotócio, professor Tadeu e Kennedy Forgiarini).

Disse estar alegre e surpreso com a postura adotada pelo prefeito em não medir esforços para propor atrativos consistentes à direção da Cooperalfa, demonstrando que o município entende a grandeza do projeto e o retorno que trará à economia local.

Acosta afirmou que os projetos a serem encaminhados pelo Executivo à Câmara, referentes a incentivos para a instalação da UPL certamente serão aprovados pelos vereadores.

Secretários

Nilo Cervo, atual secretário Municipal de Infraestrutura, falou em nome de seus colegas e utilizou da experiência administrativa que possui, uma vez que já atuou em Pastas nas gestões passadas.

Ele afirmou categoricamente que se os empreendimentos se confirmarem Sidrolândia chegará em menos de dez anos à casa dos 70 mil habitantes (atualmente 54.355 segundo o IBGE). Nilo disse que a grandiosidade do projeto movimenta desde o crescimento populacional a outras cadeias produtivas, resultando em geração de empregos, circulação de dinheiro e crescimento econômico.

O secretário lembrou de especialistas que fizeram projeções quando da inauguração da Agroeliane (hoje Seara), e que se confirmaram. 29 anos depois, o município que tinha à época 10 mil habitantes, é o que mais cresce em população no Estado, e se tornou uma das principais economias também.

A Cooperalfa

O gerente da unidade de Sidrolândia, Orlei Dal Magro, agradeceu ao prefeito, autoridades e produtores rurais pelo interesse em atrair o plano de expansão da Cooperalfa no MS, a partir da instalação da planta de suinocultura.

Ele esclareceu que a carta de intenção será entregue ao presidente, Romeo Bet, e que a direção da Cooperativa junto com o Grupo Aurora, tomarão a decisão sobre o município que receberá o projeto (Além de Sidrolândia, há outras cidades que pleiteiam o empreendimento).

Orlei, que foi promovido para gerenciar a unidade de Dourados, aproveitou o ensejo para agradecer à população de Sidrolândia pela acolhida que teve junto com familiares e colaboradores que vieram com ele de Santa Catarina.

Destacou que a Cooperalfa tem 50 anos de existência e se consolida no agronegócio em razão da seriedade, responsabilidade e transparência com que desenvolve suas atividades.

Clima otimista

Mesmo com a concorrência de outros municípios, autoridades, empresários e produtores rurais acreditam na escolha por Sidrolândia e citam diversos fatores para este pensamento positivo, que vão desde a localização privilegiada com logística favorável, disponibilidade de produto para a ração, a existência de unidade da Cooperalfa, e pelo que foi oferecido pelo Município.

Carta de intenção

O documento destaca pontos em que a Municipalidade se dispõe a oferecer:

– Área de terras de até 200 hectares;

– Terraplanagem de 80 mil m²;

– Acessos com pavimentação 40 mil m²;

– Rede de energia e água;

– Acesso dos funcionários até a empresa por meio de transporte público (linhas de ônibus);

– Incentivos fiscais;

– Equipe de governo para auxiliar e viabilizar os processos necessários para a instalação.

Comentários