Prefeito é amarrado em instrumento de tortura por ‘não cumprir promessas’

Da Redação/JN

Javier ficou preso por uma hora. Ele já teria passado por outras duas situações parecidas em 2015 e 2016

Bolívia – O prefeito da cidade de San Buenaventura, ao norte de La Paz, na Bolívia, foi amarrado em um instrumento de tortura após “não cumprir promessas em campanha eleitoral”. Javier Delgado teve a perna presa à berlinda, equipamento utilizado principalmente na Idade Média, a 50 km da sede da prefeitura. O caso ocorreu no último fim de semana, mas as imagens viralizaram na Internet nesta quinta-feira.

Prefeito na Bolívia foi amarrado – Reprodução Facebook

De acordo com relatos, Javier ficou preso por uma hora. O prefeito já teria passado por outras duas situações parecidas em 2015 e 2016. Ao jornal local “El Deber”, ele disse que foi “uma confusão, uma distorção de informações motivada por pessoas com interesses pessoais e políticos”.

“Tenho os vídeos em que me pedem desculpas em público. Se trata de uma intransigência por informações falsas, por desinformação intencional”, afirmou. Segundo a imprensa local, o prefeito teria ido à cidade para entender as necessidades dos moradores. No entanto, a comunidade se mostrou insatisfeita com o trabalho do gestor.

Depois da punição, o prefeito conversou com os moradores. Javier não informou se vai responsabilizar criminalmente as pessoas pelo o que acontecer. Mas ele reforçou que sentiu “uma profunda tristeza porque a população não está informada”.