Prefeito de BH exonera mais de dois mil servidores públicos um dia após sua posse

Mais de dois mil funcionários públicos da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) foram exonerados nesta segunda-feira (2), um dia após a posse do novo prefeito, Alexandre Kalil (PHS). Os nomes foram publicados no Diário Oficial do Município.

Kalil, Lamac e vereadores são empossados em Belo Horizonte. (Foto: Thais Pimentel, G1)

Segundo a assessoria de imprensa da PBH, a medida faz parte de uma reforma administrativa que será enviada para a Câmara Municipal de Belo Horizonte. O vice-prefeito e secretário de governo, Paulo Lamac (Rede), disse que, a princípio, 2,8 mil cargos comissionados serão cortados.

Ainda de acordo com ele, há a possibilidade de novas reduções no quadro de funcionários. “Nós vamos estudar. É possível que exista sim, se formos considerar a administração indireta”.

Nesta manhã, Alexandre Kalil disse que parte desses funcionários podem voltar aos cargos. “Não houve critério [para exoneração], nós vamos ter critério para a recontratação. (…) É muito mais fácil você voltar a conta-gotas do que tirar a conta gotas”, ressaltou.

Conforme Kalil, a prefeitura ainda está fazendo um levantamento sobre os cargos comissionados e outras exonerações, além das publicadas na edição extra do Diário Oficial do Município desta segunda, podem ocorrer.

Neste domingo, o prefeito afirmou que vai governar abrindo mão de “gastos desnecessários”.

Comentários